Banese assegura valor recorde para Plano Safra 2022-2023

Estratégias e recursos serão divulgados durante realização da feira Exporingo, em Lagarto

Uma rodada de reuniões foi promovida pelo Banese na última semana, com diversos órgãos públicos e entes privados que atuam em prol do desenvolvimento agropecuário de Sergipe, com o objetivo de definir estratégias e novas linhas de crédito para fomentar a agropecuária regional e anunciar um novo recorde de recursos liberados para o setor, através do Plano Safra 2022-2023. Seu lançamento será feito em Lagarto, durante a feira agropecuária Exporingo, que acontece de 02 a 06 de novembro, no Parque de Exposições Gentil Barbosa.

Os encontros também possibilitaram a discussão das vocações produtivas das diferentes regiões do estado, os principais gargalos que os produtores rurais enfrentam para ampliar a produção e crescer, além de maneiras de democratizar ainda mais o acesso ao crédito rural, sobretudo para agricultores familiares, pequenos e médios empreendedores.

“Enquanto banco de fomento, ter estratégias fortes e sólidas para o desenvolvimento de Sergipe faz parte da nossa missão. O processo de construção do Plano Safra 2022-2023 já é um marco na história do Banco e chega para reforçar a guinada que a instituição tem dado para consolidar um novo ciclo de fomento à agropecuária sergipana, atendendo a todas as cadeias produtivas, inclusive a pecuária leiteira, a fruticultura e a aquicultura, gerando emprego e renda para toda a população”, destacou o diretor de Crédito e Serviços do Banese, Ademário Alves.

Além dos encontros com as entidades ligadas à agropecuária, a fim de formular o novo Plano Safra, a equipe do Banese visitou, ao longo dos últimos três meses, produtores e associações representativas do setor em diferentes regiões do estado. Dentre as novidades que serão divulgadas, estão a renovação automática dos contratos ativos de custeios agrícolas, após a liquidação, o que dará mais agilidade ao processo de concessão dos financiamentos rurais; a inauguração de duas unidades de atendimento especializado ‘Banese + Agro’ no interior do estado, sendo uma em Lagarto e outra em Itabaiana; e a criação de mais linhas de crédito para o fortalecimento da Agricultura Familiar e dos pequenos e médios produtores.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), Zeca da Silva, as reuniões representaram uma ótima oportunidade para alinhar as ideias sobre as atividades agropecuárias prioritárias e que venham promover o desenvolvimento rural de Sergipe, dentro do Plano Safra 2022-2023. “Nossa expectativa é ampliar os investimentos e montar uma estratégia para a concessão de crédito para mais famílias de produtores, com o intuito de atender todas as microrregiões, promovendo uma maior diversificação de culturas”, afirmou o gestor.

O presidente do Banese, Helom Oliveira, salientou que a instituição cumpre com a ênfase e a inovação necessárias, as diretrizes traçadas pelo acionista majoritário, Governo de Sergipe. “Atuamos para fortalecer e consolidar o papel do banco como fomentador das atividades das diversas cadeias produtivas do estado, buscando sempre compreender e apresentar soluções para apoiar cada uma delas, dentro das particularidades que apresentam”, pontuou.

Participaram dos encontros a equipe da Diretoria de Crédito e Serviços do Banese; o secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, Zeca da Silva; e representantes da Emdagro, Cohidro, Secretaria de Estado da Fazenda, Secretaria de Estado Geral de Governo, do Ministério da Agricultura em Sergipe, e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe – FAESE, que também coordena o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) no estado.

Governo

Última atualização: 21 de outubro de 2022 12:32.

Pular para o conteúdo