Publicado: 9 de setembro de 2019, 15:49

Cooperação entre Seagri e Embrapa Semiárido beneficiará produtores de Canindé de São Francisco e Poço Redondo


Produtores agropecuários dos municípios Canindé de São Francisco e Poço Redondo serão beneficiados com ações de desenvolvimento contempladas no acordo de cooperação técnica celebrado entre a Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrária e da Pesca de Sergipe (Seagri) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido). O acordo técnico foi assinado na unidade da Embrapa em Petrolina, Pernambuco, pelo secretário de Estado da Agricultura de Sergipe, André Bomfim; e pelo Chefe Geral da Embrapa Semiárido, Pedro Carlos Gama. As atividades fazem parte do Projeto “Ações de Desenvolvimento para Produtores Agropecuários e Estudantes dos Lagos do São Francisco”, visando beneficiar 4 mil agricultores familiares de 12 municípios de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe, situados no entorno de barragens e usinas hidrelétricas do rio São Francisco.

Segundo o pesquisador responsável pela coordenação do Projeto Lagos na Embrapa, Robert Correia, serão realizadas atividades em pequenas áreas de demonstração das inovações, denominadas Campos de Aprendizagem Tecnológica (CATs), instaladas em propriedades de agricultores familiares ou espaços comunitários. “Também serão organizados eventos de capacitação e estímulo ao empreendedorismo, com o propósito de promover a incorporação dos resultados da pesquisa aos sistemas de produção, além da distribuição de equipamentos, mudas e materiais técnicos para auxiliar as famílias no processo produtivo”, acrescentou.

O secretário da Agricultura de Sergipe afirmou que os Planos de Ação contemplam áreas de produção agropecuária como hortaliças, manejo e conservação de solo, sistema de produção pecuária (bovino, caprino e ovinos) e de culturas alimentares que venham a fortalecer a produção de galinhas, a fruticultura, a apicultura e o beneficiamento de leite. “Nossa intenção é a que os Campos de Aprendizagem estejam integrados com as ações já realizadas pelo Governo de Sergipe em 2019, como a distribuição de sementes de milho, palma forrageira e a Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF)”, pontuou. Ainda segundo o secretário, as comunidades serão selecionadas durante visitas e avaliações conjuntas entre as equipes técnicas da Seagri e Embrapa Semiárido.

Após assinatura do convênio de cooperação, o secretário André Bomfim e a equipe técnica da Seagri foram convidados a conhecer o campo Experimental da Embrapa. O chefe geral da Empresa de Pesquisa, Pedro Gama, fez questão de acompanhar a visita, na qual foram apresentados experimentos com variedades de forrageiras com culturas integradas (palma e gliricídia), e manejos com o rebanho bovino Sindi, que tem apresentado resultados satisfatórios tanto para corte como para produção de leite. A equipe da Seagri conheceu também culturas alternativas como produção de pêra e caqui. “O cultivo de fruticultura no semiárido é especialmente importante para Sergipe porque têm sido introduzidos os cultivos de pêra e uva no perímetro irrigado Califórnia; e acerola, amora e pêra no perímetro Piauí, em Lagarto”, afirmou André. 

Lagos do São Francisco

O Projeto Lagos do São Francisco é resultado de parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido), a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O projeto pretende viabilizar sistemas de produção agropecuários harmonizados com o meio ambiente, incrementar a produtividade, reduzir custos e melhorar a qualidade de vida das famílias de agricultores da região do baixo e submédio São Francisco.


Atualizado: 9 de setembro de 2019, 15:49
Skip to content