Investimentos de mais de R$ 400 milhões para a agropecuária de Sergipe são apresentados durante Sealba Show

O secretário da Agricultura, Zeca da Silva, destacou o volume de investimentos através da construção da Adutora do Leite, da implementação da Citricultura Sustentável e da implantação do Projeto “Sertão Vivo”

O secretário de Estado da Agricultura, Zeca da Silva, reuniu os secretários municipais da Agricultura de todo o Estado, na manhã desta sexta-feira, 02, durante o Sealba Show, para uma troca de informações e o anúncio de três ações de fomento do Governo de Sergipe para o setor agropecuário estadual em 2024.

A construção da Adutora do Leite; implementação da Citricultura Sustentável; e a implantação do Projeto “Sertão Vivo”, esse último com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), representam um volume de investimentos na área de mais de R$ 400 milhões.

O governo vai construir a Adutora do Leite, com 108,60 km de extensão. A obra trará diversos benefícios para a região do alto sertão sergipano e para todo Estado. “A construção da Adutora do Leite será a redenção do sertão, com previsão de investimentos da ordem de R$240 milhões, para levar água bruta do Rio São Francisco, em Canindé do São Francisco até Nossa Senhora da Glória”, destacou o secretário.

Para Djalci Aragão, secretário municipal de agricultura de Nossa Senhora da Glória, a expectativa pulsa mais forte cada vez mais entre o povo do sertão. “Essa obra há muito tempo vem sendo aguardada e representa um sonho para Sergipe. É um projeto que faz jus à região onde tem a maior bacia leiteira do estado e hoje uma das maiores do país, e que chega num momento muito importante para o povo sergipano. Agradecemos muito ao governador Fábio Mitidieri, que desde o primeiro dia de seu governo foi buscar parceiros, como o senador Alessandro Vieira, para tornar realidade essa obra”, destacou.

Iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), tendo como executora a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), o projeto Sertão Vivo vai destinar recursos de R$ 150 milhões para 29 municípios do semiárido sergipano, com a finalidade de realizar ações de fortalecimento da agricultura familiar para combate à fome e aos efeitos das mudanças climáticas. O projeto vai  beneficiar 38 mil famílias de agricultores, com foco nos assentados da reforma agrária, crédito fundiário e comunidades tradicionais, como povos indígenas e comunidades quilombolas. 

O secretário de Agricultura de Propriá, Paulo Campos, aguarda com muita expectativa a chegada do projeto Sertão Vivo em sua região. “Os benefícios serão muitos e aguardamos com muita expectativa a realização desse projeto que vai melhorar muito a vida dos agricultores de nossa região do baixo São Francisco e do sertão. Quero deixar aqui meu registro de agradecimento ao secretário Zeca da Silva pela oportunidade que tem dado a todos nós”, enfatizou.

Citricultura sustentável

Também na oportunidade, o secretário Zeca da Silva anunciou a implementação do programa de Citricultura Sustentável. Sergipe se mantém como o 5º produtor nacional de laranja e o 2º do Nordeste, com uma produção de 381.946 mil toneladas, 31 mil hectares de área colhida e produtividade de 12.344 kg/há de rendimento médio, sendo Cristinápolis e Itabaianinha os municípios com maior produção em Sergipe. A cultura representa 12% do valor da produção agrícola sergipana.

Thiago Meneses, secretário de Agricultura de Estância, vê com grande expectativa essa nova fase da citricultura sergipana. “Estância é o berço da citricultura de Sergipe e já começamos a observar o reflexo da valorização da laranja na região, devido aos últimos acontecimentos no Canadá e Estados Unidos e agora vem pra fechar com chave de ouro, com a revitalização dos pomares e investimentos na citricultura que vão promover uma maior produção para o pequeno e médio agricultor, e uma valorização ainda maior na qualidade do produto”, disse reafirmando sua expectativa.

Governo

Última atualização: 6 de fevereiro de 2024 09:05.

Pular para o conteúdo