Publicado: 22 de agosto de 2016, 15:20

Projeto Dom Távora reúne parceiros: Elaboração de Planos


Fida e Seagri realiam Oficina para Elaboração de Planos de Investimentos Produtivos. O objetivo é formar um grupo de técnicos multiplicadores da metodologia de elabora dos planos de negócios. Participam cerca de 40 técnicos de empresas de Assistência Técnica, Emdagro além de representantes da área acadêmica UFS e IFS.

Uma oficina para orientar de forma mais prática a elaboração de planos de negócios rurais do Projeto Dom Távora, acontece em Aracaju, sob a consultoria técnica do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) nestas segunda e terças-feiras, 22 e 23 respectivamente, reunindo os parceiros engajados ao Projeto. Representando o Fida, os Consultores Técnicos Pedro Luiz Santos Meloni e Emanuel Bryner e representando o Projeto Dom Távora Delmo Naziazeno, além de representantes de cada organismo parceiro engajado na oficina.

Delmo Naziazeno agradeceu a presença do FIDA e dos companheiros representantes de cada instituição parceira, ao tempo que explicou a operacionalização da oficina de orientação na elaboração de planos de negócios rurais, destacando o Projeto Dom Távora por contemplar negócios rurais para organizações compostas por agricultores familiares de municípios sergipanos localizados em regiões caracterizadas como de bolsões de pobreza, em sintonia com os objetivos do FIDA em priorizar planos que atinjam os objetivos propostos pela filosofia do projeto Dom Távora e consubstancie também um apoiamento aos programas do Governo de Sergipe voltado para a Agricultura Familiar afinados com a vocação dos atores e com a uma factível condução de realidade.

Cerca de 40 técnicos integram os dois dias de oficina em Sergipe, segundo Naziazeno, que enfatizou a positividade do Projeto Dom Távora e o indispensável apoio financeiro do Fida, o que reacende as esperanças na concretização de prioridades definidas em parâmetros técnicos e estudos aprofundados da realidade de cada município e seus respectivos produtores familiares.

O Consultor do FIDA, Pedro Meloni explanou sobre aproveitamento da oficina, considerando que esta representa processo de elaboração dos planos de negócios, razão maior para que cada parceiro concentrasse esforços para que tudo se desenvolva de forma afinada com o projeto sergipano, para atender de forma mais prática possível os anseios dos produtores familiares sergipanos.


Atualizado: 22 de agosto de 2016, 15:20
Skip to content