Seminário discute o planejamento das atividades do Garantia Safra 2023-2024

A partir do mês de agosto, agricultores familiares sergipanos poderão fazer inscrição no Programa Garantia Safra, podendo empregar recursos na compra de sementes ou preparação da terra

Agricultores familiares sergipanos poderão fazer inscrição no Programa Garantia Safra a partir do mês de agosto. Foi o que ficou definido no seminário nacional sobre a reestruturação deste programa que aconteceu em Brasília, nesta semana. Representantes da Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), que coordena as ações no âmbito estadual, participaram do encontro, que foi organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA).

De acordo com o coordenador estadual do Programa Garantia Safra, Sérgio Santana, o evento teve como principal objetivo realizar o planejamento das atividades para a safra 2023-2024, período agrícola que vai de julho de 2023 a junho de 2024. “Durante o encontro, os participantes discutiram a proposta da criação do programa de fomento à produção do Garantia Safra e a melhoria dos procedimentos para verificação de perdas das lavouras, adequando-se à realidade dos estados e municípios”, relatou.

Entre outros pontos, discutiram também sobre a capacitação dos participantes do programa por meio da equipe técnica da Secretaria de Estado da Agricultura e do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA). Ainda de acordo com o coordenador estadual, as inscrições começam em agosto. “Os agricultores familiares poderão se inscrever no programa a partir de agosto até o dia 20 de fevereiro de 2024”, explicou.

Famílias beneficiadas em 2023

Agora no primeiro semestre de 2023 já foram liberados cerca de R$ 13 milhões pagos aos 15,6 mil agricultores familiares de 12 municípios, que tiveram suas perdas de safra reconhecidas no ano passado. Com o início do período de plantio até o mês de junho, muitos agricultores familiares usaram o recurso para compra de sementes ou preparação da terra, movimentando o comércio da região.

O Programa Garantia Safra é um tipo de seguro de renda mínima. Os recursos vêm das contribuições de agricultores, prefeituras municipais, governos estaduais e governo federal, que são depositados em um fundo financeiro solidário. Podem participar do programa agricultores que plantam entre 0,6 a cinco hectares de arroz, feijão, milho, algodão e mandioca em área não irrigada, e que tenham renda familiar mensal de até um salário mínimo.

Governo

Última atualização: 26 de junho de 2023 10:59.

Pular para o conteúdo