Governo de Sergipe realiza encontro estadual de produtores orgânicos e agroecologia

O evento também possibilitou ao público conhecer produtos orgânicos inovadores no mercado sergipano, como o molho de pimenta fermentado com frutas, a polpa e o café de açaí

Com os objetivos de debater temáticas relacionadas à produção de orgânicos e fomentar a ampliação e atuação de produtores orgânicos no estado, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Coordenadoria Estadual de Agroecologia da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário (Emdagro), realizou, nesta segunda-feira, 11, o III Encontro Estadual de Produtores Orgânicos e Agroecologia. O evento reuniu cerca de 300 pessoas entre produtores, técnicos, estudantes e público em geral no Instituto Federal de Sergipe (IFS), campus Itabaiana, no agreste do estado.

O encontro também contou com a participação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – Unidade Tabuleiros Costeiros, Universidade Federal de Sergipe (UFS), IFS, prefeituras, escolas técnicas, associações e cooperativas, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Banco do Nordeste.

Em Sergipe, há mais de uma centena de produtores orgânicos atuando no estado. “São agricultores que trabalham com a produção orgânica da batata doce, do amendoim, do milho, da laranja, todos produzidos de forma saudável, sendo o grande foco, de maior impacto, a produção de hortaliças. Então hoje nós estamos no caminho da agroecologia e da produção orgânica, que é o caminho que o mundo inteiro tem discutido e valorizado”, indica o diretor-presidente da Emdagro, Gilson dos Anjos.

De acordo com ele, o Encontro Estadual de Produtores Orgânicos e Agroecologia se consolida como uma ferramenta de incentivo a esse cenário. “Hoje, no mundo inteiro, e no Brasil não seria diferente, se discute muito a agricultura orgânica, a agroecologia e a produção de orgânicos, de alimentos saudáveis, e a Emdagro está exatamente nessa direção. Nós criamos a Coordenadoria de Agroecologia e Produtos Orgânicos para dar foco a esse trabalho”, destaca o gestor.

Responsável pela organização do evento, o coordenador de Agroecologia da Emdagro, Valtenis Braga, explica que o Encontro demonstra uma parte do trabalho desenvolvido pelo órgão durante todo o ano. “Através das metodologias de extensão rural promovidas pela empresa, a gente chega ao produtor rural, levando conhecimento, e aqui é um momento em que a gente reúne os produtores para avaliar o desempenho do nosso trabalho e gerar discussões a respeito das demandas que eles apresentaram durante o ano. Isso faz com que o produtor saia daqui fortalecido e sirva também de planejamento para o ano vindouro”, ressalta.

Para a presidente da Associação Orgânica Participativa de Agricultores e Agricultoras do Alto Sertão Sergipano (Copasa), Iva de Jesus, é uma alegria muito grande participar de um evento como esse. “É nesses espaços que a gente se fortalece enquanto camponês, enquanto associativismo. O estado precisa fomentar mais momentos como esse, para que o processo do trabalho, de quem tá lá fazendo a produção, de quem é responsável por levar alimentação para a mesa de todo mundo, ganhe mais visibilidade, e a produção agroecológica, a produção orgânica, cresça cada vez mais dentro do nosso estado”, pontua.

A agricultora Élida Rosa Vieira, de Areia Branca, participou pela segunda vez do encontro, onde além de expor seus produtos orgânicos, aproveitou para adquirir mais conhecimento. “Aqui é bom, porque podemos expor nossos produtos, vender para o público que vem participar, e ainda conhecemos mais um pouco sobre o que acontece com outros produtores, através da conversa e das palestras apresentadas aqui para a gente”, disse a produtora rural.

Produtos inovadores

O evento também possibilitou ao público conhecer produtos orgânicos inovadores no mercado sergipano, como o molho de pimenta fermentado com frutas desenvolvido pelo produtor Carlos César dos Santos, do município de Areia Branca, no agreste do estado. O molho de pimenta natural conta com 16 sabores de frutas diferentes, como acerola, jabuticaba, manga, maçã e jaca, entre outros. “Já estamos há mais de seis anos no mercado. Nossos produtos podem ser encontrados no shopping de Itabaiana, no mercado do Augusto Franco, em Aracaju, no mercado central, e também entregamos delivery toda sexta-feira em Aracaju e Itabaiana”, contou o sobrinho do produtor, Henrique Santana de Azevedo.

O produtor Alex Ferreira produz açaí no município de São Cristóvão, na região metropolitana de Aracaju, e aproveitou o momento para divulgar e comercializar seus produtos. “Em nossa propriedade, a gente produz a polpa do açaí, da mesma forma como é feita no Pará, sem adicional nenhum, sem açúcar, sem nada, a polpa pura do açaí. Também produzimos o café e o licor de açaí”, detalha.

Nesse contexto, ele acredita que o apoio do Governo do Estado é fundamental para que os produtores de orgânicos continuem desenvolvendo o trabalho. “A produção orgânica é uma produção muito difícil e tem que ser valorizada, e a gente precisa do apoio público também para poder crescer. A gente traz um produto diferente e que sempre desperta a curiosidade das pessoas, e um evento como este é de muita importância para a gente poder divulgar e também para observar a aceitação do nosso produto”, disse Alex.

Governo

Última atualização: 12 de dezembro de 2023 11:00.

Pular para o conteúdo