Publicado: 16 de outubro de 2020, 15:08

Projeto Dom Távora


Através de uma parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), pequenos produtores rurais de 15 municípios com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito baixo, podem ter a oportunidade de receber apoio financeiro e suporte técnico para desenvolver negócios em áreas como a criação de animais, produção de artesanato e turismo rural. O projeto Dom Távora tem como meta beneficiar cerca de 10 mil famílias de agricultores sergipanos, atingindo aproximadamente 40 mil pessoas. O investimento total é de US$ 28,6 milhões, sendo US$ 16 financiados pelo Fida e US$ 12,6 pelo Estado.

O QUE É PROJETO DOM TÁVORA E SEU OBJETIVO

O Projeto Dom Távora é uma ação do Governo do Estado de Sergipe em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA, com objetivo de contribuir para a remissão da pobreza rural, mediante apoio aos pequenos produtores, de forma que estes desenvolvam negócios agropecuários e não-agropecuários que contribuam para a segurança alimentar e permitam a inclusão pelo trabalho e pela renda de maneira sustentável.

QUEM EXECUTA

O Projeto Dom Távora é executado pela Secretaria de Estado da Agricultura Desenvolvimento Agrário e da Pesca – SEAGRI, que dispõe de uma unidade técnica específica para análise das propostas originadas das comunidades.

QUEM PODE PARTICIPAR

Podem participar todas as famílias pobres que vivem nas áreas rurais de atuação do Dom Távora e que estejam organizados em associações, comunidades quilombolas e assentamentos rurais. O Projeto exige que, no mínimo, 30 % dos beneficiários sejam mulheres e jovens rurais.

ÁREA DO PROJETO

O Projeto atende a 15 municípios do estado localizados nos seguintes territórios: Centro Sul – Tobias Barreto, Poço Verde e Simão Dias; Território Agreste Central e Médio Sertão – Pinhão, Nossa Senhora Aparecida, Carira, Graccho Cardoso e Aquidabã; Território do Baixo São Francisco – Japoatã, Santana do São Francisco, Ilha das Flores, Pacatuba, Brejo Grande, Neópolis e Canhoba.

COMO AS FAMÍLIAS SERÃO ATENDIDAS

Por meio de investimentos coletivos das comunidades, as famílias em grupo de no mínimo 7 participantes através de uma Associação ou Cooperativa,  podem e devem apresentar proposta para planos associativos que envolvam a agropecuária ou planos para produtos não agrícolas, como o artesanato e o turismo rural, até o limite de R$ 5.750,00 por família .

É prioridade para o Projeto atender as seguintes atividades: Arroz, Abelha, peixe, camarão e ostra, artesanato, turismo rural, aves caipira, ovinos caprinos, fruticultura e mandioca.

Os técnicos da EMDAGRO nos Escritórios Locais, CEFAC e outras entidades estão credenciados para elaborar e assistir os planos de investimentos associativos, basta junto com o plano, a Associação e Cooperativa apresentarem a documentação exigida: Oficio da Associação, Ata de Fundação, Ata de Eleição da Diretória, CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, Listagem dos Sócios e as Certidões Negativas de Débitos. 

OUTROS ATENDIMENTOS DO PROJETO DOM TÁVORA

Promover a participação competitiva dos pequenos agricultores familiares, assentados e suas organizações econômicas nos mercados de insumos, produtos, serviços e de trabalho;

Favorecer o acesso das famílias rurais aos serviços de assistência técnica e extensão rural;

Capacitar agricultores familiares e assentados para gerir seus empreendimentos individuais e   associativos, e contribuir para a criação e o fortalecimento das organizações de produção, da transformação e da comercialização, para agregar valor aos seus produtos e serviços;

PASSO A PASSO

Se você se encaixa no perfil do Projeto Dom Távora, siga os passos a seguir e seja um beneficiário desta ação do Governo do Estado de Sergipe voltado para a melhoria da qualidade de vida no campo.

1. Procure o escritório da Emdagro no seu município ou a Unidade Técnica do Projeto Dom Távora na sede da Secretaria de Estado da Agricultura para orientá-lo;

2. Organize seu grupo que já trabalha na perspectiva dos projeto produtivo;

3. Organize a documentação orientada pela Unidade Técnica

4. Elabora e encaminhe à Unidade Técnica do Projeto a proposta de financiamento.

LOGOMARCA DO PROGRAMA

Logomarca do PROJETO DOM TÁVORA

Logomarca do FIDA

Logomarca da EMDAGRO

Coordenação do Projeto Dom Távora:

Rua Vila Cristina Nº 1051, Bairro São José, Aracaju – SE, CEP: 49020-150

Fone (79) 3179-4554

e-mail : projetodomtavora@seagri.se.gov.br

Coordenador: Eng. Agrônomo Delmo Naziazeno


Atualizado: 23 de novembro de 2021, 09:58
Skip to content