Publicado: 21 de agosto de 2019, 13:40

POÇO REDONDO | Seagri e Codevasf planejam ação conjunta na comunidade Bonsucesso


Gestor e técnicos estiveram no povoado para ouvir demandas da Pastoral de Pescadores

Com objetivo de encontrar alternativas de geração de renda para a comunidade ribeirinha formada por pescadores, bordadeiras e agricultores familiares do povoado Bonsucesso, em Poço Redondo, representantes da secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrária e da Pesca (SEAGRI) e da Companhia do Vale do São Francisco (CODEVASF) estiveram em Poço Redondo. O encontro foi organizado pela Pastoral de Pescadores e realizado no povoado situado às margens do Rio São Francisco, a 24 km da sede do município.

A população do povoado Bonsucesso é formada por 712 famílias, das quais 90% vivem da pesca artesanal. “Com o desaparecimento do pescado no Rio São Francisco a comunidade passa por momentos difíceis de sobrevivência e, por este motivo, convidamos a secretaria de Estado da Agricultura e a Codevasf, para buscar apoio do poder público”, explica a representante da Pastoral de Pescadores, Quitéria Gomes Pereira.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, a articulação com a Codevasf para ouvir a comunidade objetivou discutir sobre psossíveis caminhos para atender as demandas. “Várias ações já estão em andamento no Alto Sertão e Baixo São Francisco, com os programas de entrega de sementes de milho, arroz e palma, inseminação artificial, além do trabalho de assistência técnica da Emdagro, com investimentos de mais de R$ 2,5 milhões. Mas, além outras ações podem ser viabilizadas”, disse o gestor.

Entre as necessidades apresentadas pela comunidade estão o peixamento do Rio São Francisco com alevinos de espécies nativas, como Piau, Tubarana, Chira Mandim, e a aquisição de apetrechos de pesca, máquinas e equipamentos de corte e costura. Para o secretário André Bomfim, as demandas da comunidade são possíveis de serem atendidas dentro de uma perspectiva de parceria entre Seagri e Codevasf. “Nossa intenção é trazer também a Embrapa, com a ação dos Campos de Aprendizagem Tecnológica (CATs), e outros eventos de capacitação, com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE)”, afirmou André.

Representando a Codevasf, participaram do encontro os técnicos Thompson França, especialista em inclusão produtiva; e Alexander Delgado, engenheiro de pesca. Eles confirmaram que as demandas da comunidade são possíveis de serem atendidas porque faz parte das ações costumeiramente desenvolvidas pela Companhia de Desenvolvimento na Região do Baixo São Francisco. “As questões dos alevinos e do corte e costura são relativamente fáceis de se viabilizar, porque estão dentro de nosso plano de ação na região. Só precisamos avaliar a viabilidade técnica da comercialização do pescado e da organização da associação”, analisou Thompson.

O ex-prefeito de Poço Redondo, Roberto Araújo, destacou a importância do governo do estado está sempre presente junto ao povo através da secretaria de agricultura. Enquanto lideraça no município, ele tem intermediado contatos entre os órgãos públicos e a comunidade. 

A representante da Pastoral de Pescadores, Quitéria Pereira, fez uma avaliação positiva do encontro com os órgãos públicos. “Logo na primeira solicitação que fizemos à secretaria da Agricultura e à Codevasf, fomos atendidos, isso motivou bastante a comunidade e deixou todos gratificados. Pelo que foi dito aqui, existem várias possibilidades de atividades para complementar a renda familiar. Nós, da pastoral de Pescadores, vamos agora viabilizar a organização da associação para trazer os projetos que foram sugeridos pelo poder público”, concluiu.


Atualizado: 21 de agosto de 2019, 13:40
Skip to content