Produtores de cacau têm primeiro financiamento aprovado para a cultura no Estado

Os recursos aprovados fazem parte do Pronaf e irão contribuir com a expansão da cultura em Sergipe

Fruto de uma articulação promovida pelo Governo do Estado, por meio da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) junto ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB), agricultores familiares produtores de cacau do município de Indiaroba, no Sul sergipano, tiveram seu primeiro financiamento aprovado pela instituição bancária.

Os recursos aprovados, no valor de R$ 40 mil, serão destinados à implantação da cultura do cacau em Sergipe, e são provenientes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), por meio do programa Agro Amigo, do Banco do Nordeste, a uma taxa de juros de 6% ao ano e com carência de 2 anos.

A assinatura do contrato ocorreu, na quinta-feira, 5, na agência do BNB do município de Estância, com a presença do gerente da agência, Hugo Michel, do chefe local da Emdagro, Cláudio Júnior, do representante do programa Agro Amigo, Kassio Trindade, além dos agricultores beneficiados, Everaldo Alexandrino e Ricelma Andrade.

“Os recursos aprovados através do Agro Amigo irão possibilitar o fortalecimento da agricultura familiar, além de agregar valor à produção e movimentar a economia do município de Indiaroba”, destacou o gerente Hugo Michel.

Para o coordenador de Agricultura Sustentável da Emdagro, Eduardo Cabral, esse apoio financeiro é um marco histórico na cultura do cacau em Sergipe. “Esse é um fato histórico para a agricultura familiar porque é o primeiro financiamento público da cultura do cacau, desde a sua introdução aqui no estado, há mais de 10 anos. Esse financiamento vai possibilitar a expansão da cultura do cacau e legitimar como mais uma alternativa para diversificação da atividade citrícola da região sul do Estado, tudo isso graças ao empenho e à dedicação da Emdagro e à coragem dos agricultores em apostar numa cultura pouco conhecida em Sergipe”, comentou.

Everaldo Alexandrino e Ricelma Andrade já cultivavam a fruta na propriedade do casal e não escondem a alegria de ter o sonho realizado. “Nós nunca tivemos apoio financeiro para desenvolver e ampliar o plantio e hoje eu me sinto realizado. Esse dinheiro vai permitir uma melhor produção de cacau e, consequentemente, melhorar a renda da minha família. Em nome da minha família, eu agradeço o apoio do Governo do Estado, por meio da Emdagro, porque sem o apoio técnico não teria conseguido o valor”, comemora o agricultor familiar.

Governo

Última atualização: 9 de janeiro de 2023 09:11.

Pular para o conteúdo