Programa de distribuição de leite já entregou mais de 650 mil litros de leite no estado

Até o fim desta edição, serão aproximadamente três mil famílias do alto sertão sergipano beneficiadas pela entrega de 1.102.832 litros do PAB Leite

O programa de distribuição de leite do Governo do Estado oferta, semanalmente, 4.193 litros de leite para 300 famílias e oito entidades de Nossa Senhora da Glória, município do Alto Sertão sergipano. A ação, realizada por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) em parceria com a Prefeitura Municipal, faz parte das iniciativas do Programa Alimenta Brasil na modalidade leite (PAB Leite), do governo federal. 

O PAB Leite visa atender à população em situação de vulnerabilidade e contribuir para fortalecer a bacia leiteira de Sergipe. Nesta edição, a distribuição teve início em junho passado. Até o momento, já foram cerca de 650 mil litros de leite comprados pelo Estado aos produtores e distribuídos para famílias sergipanas.

Para a dona de casa Ana Lúcia Ramos, uma das beneficiárias da entrega feita na última quinta-feira, 5, o leite ajuda a complementar a alimentação da sua família. “É uma maravilha, porque um litro de leite está caríssimo, mas foi Deus que mandou esse leite para os nossos filhos e netos. Eu tomo conta de nove netos e, no dia a dia da alimentação, faz diferença. Sem esse leite, a gente estaria sofrendo demais. Agora venho pegar meu leitinho para quando chegar em casa cozinhar para dar com cuscuz com leite para eles”.

Naísa da Silva Monteiro é dona de casa e, atualmente, seu esposo está desempregado. Para ela, receber o leite é o que garante diversidade à mesa. “Na minha casa somos quatro, dois filhos, meu marido e eu. Mas pego esse leite e ainda divido com a minha mãe que é idosa. Faço um bolinho, arroz de leite, mingau e amo comer com farinha! Esse leite foi uma benção de Deus. Como não tenho renda fixa, se não fosse esse programa, não teríamos o leite, pois está muito caro. Então veio na hora certa”, comentou.

Segurança alimentar

Ao longo desta edição, serão aproximadamente três mil famílias do alto sertão sergipano beneficiadas pela entrega do PAB Leite. Estima-se a aquisição de 1.102.832 litros de leite até 31 de maio de 2023, nos seis municípios atendidos pelo programa: Canindé de São Francisco, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e Porto da Folha. O valor pago ao produtor por litro é de R$ 2,35, considerando acima do valor de mercado pago pelas indústrias locais aos pequenos produtores.

Nadja Florentina Teixeira mora no povoado Queimada da Onça e está sem trabalhar devido a problemas de saúde. A senhora cuida de duas netas e faz questão de pegar o leite duas vezes por semana para utilizar na alimentação das crianças e de toda a família. “Foi a melhor coisa que o governo fez, mandar esse leite para gente. Eu não tenho quatro reais para comprar um litro todos os dias, não tenho nenhuma renda fixa e até o Bolsa Família passou dez meses bloqueado. Com esse leite, a gente não passa fome, porque come com cuscuz, com batata, faz uma papa, um mingau, faz de tudo, é o complemento para comer com qualquer coisa. Lá em casa, é meu marido, eu e as duas netas, de 2 e 4 anos, que ficam comigo até a mãe voltar do trabalho já á noite”,  disse a avó de Ana Clara e Maria Fernanda.

O diretor de Alimentação Escolar do município, Márcio Vinícius Silva, é responsável por distribuir o leite destinado às entidades escolares de Glória. Semanalmente, são cerca de 1.500 litros de leite distribuídos tanto para o consumo das crianças nas creches escolares quanto nos seus lares. “Muitas dessas crianças vêm de bairros periféricos e o leite é uma ajuda grandiosa dentro de casa, na hora de fazer um gogó, um cuscuz com leite e diversos tipos de misturas para fortalecer a alimentação, não só para as crianças, mas para suas famílias. Quando a gente chega para fazer a entrega, os pais que levam as crianças já ficam na expectativa. É de grande valor!”, explicou o gestor.

Segundo a coordenadora do PAB Leite em Glória, Amanda Xavier, no município a distribuição acontece às segundas e quintas-feiras. “Há famílias aqui que têm quatro, seis filhos e não têm renda fixa. Elas relatam que com esse leite fazem um arroz de leite, combinam com o cuscuz e vários outros alimentos. É importante para essas famílias, crianças e asilos, onde também são distribuídos”, afirmou.

Expectativa

De acordo com o coordenador do Programa Estadual do Leite da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), Sebastião Filho, a expectativa é que, em 2023, o programa seja ampliado e passe a atender cerca de 15 municípios. “A intenção é que possamos triplicar o número de municípios e, proporcionalmente, triplicar o número de beneficiários”, informou.

Conforme Sebastião, além das famílias e produtores beneficiados diretamente, o programa ajuda a fortalecer a economia local, a partir da injeção de recursos nos municípios por meio da compra do leite e geração de emprego na fábrica ganhadora da licitação para beneficiamento do produto. “Depois de mais de dez anos, conseguimos retomar esse programa aqui em Sergipe. E com essa expectativa de triplicação para esse ano, vai triplicar tudo: beneficiários, produtores e a renda nos municípios também”, reforçou.

Governo

Última atualização: 10 de janeiro de 2023 08:31.

Pular para o conteúdo