Seagri participa de encontro nacional sobre agricultura de baixa emissão de carbono

Na pauta, o plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas Visando à Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura

Representantes da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) participaram da I Reunião Nacional do Plano Setorial de Adaptação e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária, chamado ABC+.  O plano, com vigência até 2030, tem como objetivo avançar nas soluções tecnológicas sustentáveis para a produção no campo e a melhoria da renda do produtor rural, com foco no enfrentamento da agropecuária às mudanças do clima. O encontro, que iniciou dia 2 de maio, encerrou nesta quinta-feira(05), no auditório do Ministério da Agricultura.

Nas últimas décadas tem se verificado a ocorrência das maiores temperaturas históricas em várias regiões do mundo, bem como a maior ocorrência de eventos climáticos extremos (secas prolongadas e chuvas intensas, incidência de furacões, tornados, ciclones, etc.). De todas as atividades econômicas, a agricultura é a mais sensível à mudança do clima. Além de poder ser afetada negativamente, a agricultura e a pecuária são atividades que geram emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) para a atmosfera, podendo contribuir para o efeito estufa e aquecimento global ao mesmo tempo em que pode sofrer consequências destes fenômenos.

De acordo com o plano, as políticas públicas de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano e Programa ABC) podem contribuir significativamente para o desenvolvimento sustentável de sistemas de produção agropecuária, em especial a recuperação de pastagens degradadas e os sistemas de plantio que integra agricultura, pecuária e floresta.

O Plano ABC foi estruturado em sete Programas: 1) Recuperação de Pastagens Degradadas; 2) Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs); 3) Sistema Plantio Direto (SPD); 4) Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN); 5) Florestas Plantadas; 6) Tratamento de Dejetos Animais; e, 7) Adaptação a Mudanças Climáticas.

Os representantes da Secretaria de Estado da Agricultura, Arlindo Nery, chefe da Assessoria de Planejamento da Secretaria, acompanhado do assessor técnico, Dielson Barreto, reafirmaram a importância da participação da Seagri no Grupo Gestor Estadual. “A equipe técnica da secretaria está à disposição para participar do Grupo Gestor Estadual, em parceria com a Superintendência Federal da Agricultura e outros atores. Pretendemos, a partir desse grupo, encaminhar ações que estejam em sintonia com o plano nacional ABC+. No âmbito estadual, existem propostas como: transferência de tecnologia, capacitação de técnicos e produtores rurais, fortalecimento da Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), implantação de Unidades de Referência Tecnológica (URTs), etc.”, pontua Arlindo Nery.

Governo

Última atualização: 5 de maio de 2022 13:52.

Pular para o conteúdo