Sergipe será contemplado pelo Projeto Sertão Vivo com recursos do Fida e BNDES

Serão aplicados R$ 150 milhões nos municípios da região do semiárido sergipano

O Governo de Sergipe comemora a assinatura de contrato de financiamento entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), na terça-feira, 24, em Brasília, que viabiliza a realização do ‘Projeto Sertão Vivo: Semeando Resiliência Climática em Comunidades Rurais no Nordeste’. O projeto vai destinar R$ 1,8 bilhão aos nove estados da região Nordeste, para apoiar agricultores familiares em práticas agrícolas sustentáveis e que aumentem a resiliência dos sistemas de produção, frente às mudanças climáticas. Sergipe está contemplado com R$ 150 milhões para atender 38 mil famílias de agricultores.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, Zeca Ramos da Silva, o projeto técnico foi apresentado pelo Estado de Sergipe, por meio da Empresa de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Sergipe (Pronese), que tem experiência na execução de projetos com instituições internacionais. “Em Sergipe, o projeto vai abranger 29 municípios da região do semiárido sergipano, com foco nos agricultores familiares, assentados da reforma agrária e comunidades tradicionais. Do total de R$ 150 milhões para nosso estado, R$ 24 milhões são recursos não reembolsáveis”, explica o secretário.

O gestor da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) destaca ainda que as ações do projeto contribuirão especificamente para o combate à fome e aos efeitos das mudanças climáticas e contarão, além da Pronese, com a ação articulada da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e da Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse). “Nossas empresas públicas têm uma experiência acumulada nas ações de convivência com a seca, com a produção de alimentos que levam em consideração a realidade de escassez hídrica do nosso semiárido, portanto, confio que será uma experiência exitosa, para que a gestão do governador Fábio Mitidieri continue confirmando o protagonismo de nosso estado”, concluiu o secretário.

Sertão Vivo

O Projeto Sertão Vivo é acompanhado pelo Consórcio Nordeste, grupo formado pelos nove governadores da região. Inicialmente, apenas quatro estados seriam contemplados, mas o BNDES anunciou a ampliação do projeto com recursos próprios. A iniciativa do Banco e do Fida vai destinar R$ 1,8 bilhão a 439 mil famílias no semiárido nordestino. Do total de verbas, os governos estaduais terão financiamento de R$ 1,5 bilhão e R$ 300 milhões são recursos não reembolsáveis (sem a necessidade de devolução).

Agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU), o Fida opera com recursos do Green Climate Fund (GCF), braço da ONU que financia com juros baixos a adoção das metas do Acordo de Paris.

Relação dos 29 municípios que serão contemplados em Sergipe: Amparo do São Francisco, Aquidabã, Canhoba, Canindé de São Francisco, Carira, Cedro de São João, Cumbe, Feira Nova, Frei Paulo, Gararu, Graccho Cardoso, Itabi, Macambira, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora de Lourdes, Pedra Mole, Pinhão, Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha, Propriá, Ribeirópolis, São Miguel do Aleixo, Simão Dias, Telha e Tobias Barreto.

Agricultura

Governo

Última atualização: 30 de outubro de 2023 11:01.

Pular para o conteúdo