Agricultores aproveitam serviços disponíveis na 19ª edição do ‘Sergipe á aqui’, em Gararu

Secretaria de Agricultura e vinculadas estiverem presentes na ação realizada nesta quinta-feira, 11

O município de Gararu, na região do alto sertão sergipano, recebeu nesta quinta-feira, 11,  a primeira edição do ‘Sergipe é aqui’ de 2024, chegando à 19ª edição. Os serviços disponibilizados pela Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) e suas vinculadas foram bastante procurados por agricultores que buscavam informações e benefícios.

Em Gararu foram entregues 50 pés de manga, goiaba, acerola, pinha, pitanga, abacate, jaca e graviola para as pessoas que estiveram no local e fizeram um cadastro prévio. Também foram entregues, aos produtores rurais do município, 16 certificados de vacinação contra a brucelose e dez documentos do Cadastro de Agricultor Familiar (CAF). Em uma ação previamente realizada no município, foram coletadas 30 amostras de solo em propriedades rurais da região, que foram entregues para análise nos laboratórios do Instituto de Pesquisa e Tecnologia de Sergipe (ITPS).

Moradora do município, a pescadora Fábia Maria Alves dos Santos esteve no estande da agricultura em busca de uma muda de abacate e saiu muito satisfeita com o atendimento recebido pela equipe técnica. “Achei muito boa essa ação do governo de vir até aqui. A gente, que é humilde, nem sempre tem como ir até a capital para resolver nossos problemas. Hoje vim tentar fazer meus exames médicos e, como gosto muito de plantas, aproveitei para pedir uma muda de abacate. Agora vou plantar em meu sítio e esperar para colher bons frutos”, disse.

Marivalda de Jesus Santos Rocha, que mora no povoado Couro Seco, cria animais para sua subsistência e de sua família. Ela foi até a sede do município para ver de perto as ações promovidas pelo Governo do Estado. A agricultora se cadastrou para fazer exames médicos e no estande recebeu uma muda de abacateiro das mãos do secretário da Agricultura, Zeca da Silva, e da primeira-dama e secretária de Assistência Social, Érica Mitidieri. “Foi uma benção receber essas ações do governo em nossa cidade. No meu sítio já tenho manga, goiaba, pinha e mamão, e agora vou ter abacate também, que eu gosto muito”, destacou.  

A agricultora Mayane Santana planta milho e feijão juntamente com seu marido, José Douglas, para comercializar na feira e assim garantir o sustento da casa. Ela já tinha feito seu cadastro como agricultora familiar e foi até Gararu para receber o documento. “É a primeira vez que recebo o CAF, e sei a importância que ele terá daqui em diante, pois com o documento posso pedir empréstimo no banco para ajudar em meu plantio e crescer como agricultora. É o meu documento de identidade na agricultura“, afirmou a jovem, que mora no povoado São Matheus.

Moura César, do povoado Ouricurizeira, também foi até a cidade para receber o certificado de vacinação contra a Brucelose. “Tenho sete cabeças de gado e sempre me preocupo em mantê-los vacinados, para minha segurança, de minha família e das pessoas com quem vou comercializar a carne e o leite. Isso faz com que eu tenha credibilidade no mercado e consiga prosperar cada vez mais”, disse, ao destacar que ficou muito satisfeito com a ação do Governo do Estado, por meio da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), em levar os serviços até os agricultores de Gararu.

Atuação da Coderse

A Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse) tem em Gararu sua principal atuação na perfuração, instalação e recuperação de poços, para atender comunidades rurais. Também no município, já fez a recuperação de pequenas e médias barragens para a dessedentação animal. Nos últimos cinco anos, a empresa fez os serviços de limpeza e teste de vazão em poços que beneficiam 100 famílias do campo, instalou um novo poço no assentamento Maria Vitória e recuperou um poço no povoado Lagoa dos Porcos, além de ter atendido cerca de 120 famílias com a manutenção corretiva de outros sistemas de abastecimento.

No ‘Sergipe é aqui’, a Coderse também realiza o atendimento à população que busca por orientações, além de apresentar o trabalho realizado em todo o estado, com o desenvolvimento de recursos hídricos para uso doméstico e irrigação nos perímetros estaduais. Exemplo disso é o Programa Água Doce, que no governo itinerante é exposto por meio de uma maquete que demonstra como funciona uma das 29 unidades de dessalinização de água em Sergipe, sistemas criados e geridos pela parceria dos governos federal e estadual com as comunidades.

Governo

Última atualização: 12 de janeiro de 2024 10:16.

Pular para o conteúdo