Publicado: 14 de dezembro de 2020, 14:00

Artesãos de Santana do São Francisco recebem veículo adaptado para transporte e comercialização da produção


Projeto Dom Távora já investiu mais de R$ 1 milhão na piscicultura, artesanato e turismo rural no município

A cidade de Santana do São Francisco esconde verdadeiras obras de arte em cada ateliê residencial. As pequenas casas abrigam verdadeiros tesouros manuais, que se revelam mais fortemente através da cerâmica, e em menor quantidade através de outras técnicas, que se utilizam de tecidos e outros materiais. Na última quinta-feira (10), artesãos do município receberam um veículo adaptado para escoamento da produção e comercialização da sua produção artesanal. A entrega foi possível a partir de um investimento de R$ 167.980,00 do Projeto Dom Távora, realizado pelo Governo de Sergipe em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). 

A ação de fomento à atividade artesanal contou ainda com aquisição de computador impressora e material de divulgação, visando fortalecer a comunidade de artesãos de cerâmica, que têm na atividade sua principal fonte de renda. O presidente da Associação dos Moradores e Amigos de Carrapicho, Wesley Geiber Silva Costa, disse que o veículo adaptado tem, também, o propósito dar visibilidade ao trabalho das famílias, expondo de forma itinerante em feiras e exposições do estado. “A grande questão é que, aqui na região, a arte colocada em cada peça não recebe o valor devido pela sua grandiosidade. Assim, uma das alternativas com a aquisição deste veículo é a busca de mercados em outras cidades maiores, que pagam melhores preços pelos nossos produtos”, destacou Wesley Costa.

A artesã Marivalda Santana trabalha há 30 anos com a produção e vendas das artes em cerâmica no local. Assim como Wesley, ela reafirma a importância da chegada do benefício para a difusão do trabalho artesanal da comunidade de Santana do São Francisco. “Esse caminhão é uma bênção. Com certeza, vai ser uma melhoria muito grande para a cidade e para as famílias que fazem parte da associação, porque a produção aqui é familiar e todos dependem dessa renda”, afirmou a artesã Marivalda.

Para o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, a entrega do caminhão do artesanato culmina, mas não significa o encerramento do apoio a esta importante cadeia produtiva. “Ano passado entregamos o Centro de Comercialização de Artesanato deste município, totalmente revitalizado. Hoje, estamos entregando o caminhão, que será responsável pela divulgação e expansão na comercialização dos produtos. Mas ainda teremos outras entregas a realizar no início de 2021. Isso significa que este ato de hoje não significa o encerramento de nosso apoio à cadeia produtiva local. Podem contar com a Seagri e com nossas empresas vinculadas, Emdagro, Cohidro e Pronese”, disse André Bomfim aos artesãos no ato da entrega.

Informações da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) dão conta de que, só em Santana do São Francisco, o Projeto Dom Távora já investiu R$ 1.173.782,00. Ao todo, foram aplicados R$ 9,6 milhões em sete municípios do Baixo São Francisco, em ações produtivas principalmente nas áreas da piscicultura, artesanato e turismo rural. Após a entrega do caminhão do artesanato, na sexta-feira (11) foram entregues barcos, freezeres, balança e equipamentos de pesca para a Associação das Mulheres Pescadoras do Município de Ilha da Flores, também através de investimentos realizados pelo Projeto Dom Távora para fortalecimento da pesca artesanal, no valor de R$ 135 mil.


Atualizado: 14 de dezembro de 2020, 14:00
Skip to content