Belivaldo assina contrato de programa para aquisição de leite em benefício de mais de 4 mil sergipanos

Com a implantação do programa, estima-se a aquisição de 1.095.952 litros de leite até 31 de maio de 2023, atendendo 223 agricultores fornecedores, 4.100 beneficiários recebedores e 30 entidades socioassistenciais em Canindé de São Francisco, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e Porto da Folha

O governador Belivaldo Chagas assinou nesta terça-feira, 12, no Palácio dos Despachos, a homologação do contrato do Programa Alimenta Brasil – PAB Leite, antigo PAA Leite, que visa contratar empresa de lacticínio para captação, pasteurização, envasamento, transporte e entrega de leite pasteurizado integral para os integrantes do programa.

O contrato foi assinado pelo Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e a empresa Natville. O contrato tem duração de um ano e previsão de início para o próximo mês de maio. O investimento é de R$ 3.751.375, sendo R$ 3.000.824,15 do governo federal e R$ 750.551 de contrapartida do Estado.

Com a execução do PAB – Leite estima-se a aquisição de 1.095.952 litros de leite até 31 de maio de 2023, atendendo 223 agricultores fornecedores, 4.100 beneficiários recebedores e 30 entidades socioassistenciais, nos seis municípios atendidos pelo programa: Canindé de São Francisco, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e Porto da Folha.

“O PAB Leite é um programa de fundamental importância, tanto para o desenvolvimento da cadeia produtiva de leite de Sergipe, como também para assegurar a economia deste segmento, por meio do suporte aos seus beneficiários. O programa vai garantir aos produtores da agricultura familiar a aquisição da sua produção, contribuindo para a produtividade, geração de emprego e também reduzindo os impactos da estiagem na bacia leiteira do estado”, destacou o governador.

Importância
O Programa Alimenta Brasil Leite é uma ação do governo federal, sob a gestão do Ministério da Cidadania, em parceria com os governos Estaduais. O Programa tem como finalidade fortalecer a cadeia produtiva do leite, por meio da geração de renda do agricultor familiar, como também viabilizar o aumento do consumo, através da distribuição e abastecimento gratuitos de leite para as pessoas que estejam em situação de vulnerabilidade social ou estado de insegurança alimentar e nutricional.

“É muito positivo porque que a gente vai, além de beneficiar, doar mais de dois mil litros de leite por dia e ainda há a questão do valor pago ao produtor, que é um preço mínimo de R$ 2,35 fixo, então é uma boa remuneração ao produtor e o benefício da doação de leite para a pessoa necessitada”, destacou o diretor geral da Natville, Flávio Dantas.

Em Sergipe, a coordenação está sob a responsabilidade da Seagri. “Um programa muito abrangente que irá atender todo Médio e Alto Sertão, um contrato de quase R$ 4 milhões que tem o custo social muito grande. Primeiro, porque a aquisição desse leite é através de pequenos produtores da agricultura familiar. Segundo, a distribuição é para as pessoas carentes, pessoas que não têm condições, e durante um ano, podendo ser ampliado se conseguirmos alcançar uma meta que o ministério determina. A gente quer  dobrar, ainda este ano, a quantidade de leite ofertado. Então, além de propiciar a compra do leite através do pequeno produtor, a gente também vai ofertar simultaneamente o leite, com a distribuição em casa para milhares de pessoas diariamente”, explica o secretário de Agricultura, Zeca da Silva.
 

Sobre o PAB Leite
O PAB do Leite pretende realizar a compra, e posterior doação de leite, através da agricultura familiar, garantindo renda para os agricultores e ampliando a produção de alimentos nos municípios atendidos.

Além de assegurar a produção e manter o agricultor produzindo em suas terras, o programa ajuda a reduzir a situação de vulnerabilidade e insegurança alimentar das famílias que recebem as doações.

Governo

Última atualização: 13 de abril de 2022 08:21.

Pular para o conteúdo