Emdagro entrega certificados do Renasem a produtores de plantas ornamentais e grama em Boquim

Documento é essencial para regulamentar a produção e comercialização de mudas e gramas

A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) realizou a entrega do Certificado do Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem) a 14 produtores de plantas ornamentais e gramas no município de Boquim, no sul do estado, na segunda-feira, 15. O documento se torna crucial ao regulamentar a produção e comercialização de mudas e gramas, assegurando o cumprimento das legislações vigentes. Além disso, visa promover a proteção fitossanitária, permitindo a expansão do comércio desses produtos, uma vez que os produtores estarão habilitados a comercializar em todo o Brasil.

A ausência do Renasem, apontada pelos produtores de mudas, foi identificada como o principal obstáculo para impulsionar as vendas. Com a regularização proporcionada pelo certificado, um novo horizonte se abre para o setor, estimulando o crescimento sustentável da produção e do comércio de mudas e gramas em Boquim. “Essa conquista é resultado de uma demanda dos agricultores de plantas ornamentais, identificada por meio de um diagnóstico realizado pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) e da Emdagro, em março de 2023”, explica o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Emdagro, Jean Carlos Nascimento.

A obtenção do certificado proporciona aos produtores acesso ao termo de conformidade, detalhando as mudas a serem comercializadas, os dados do produtor e do responsável técnico, tudo de acordo com a legislação em vigor. Segundo Jean Carlos, o referido termo é um documento emitido gratuitamente pela Emdagro para que o produtor possa transitar comercializando sua mercadoria em todo o Brasil. O engenheiro agrônomo Alberto Lima Filho será o técnico responsável pela orientação técnica e a elaboração do documento.

“Com esse documento, estaremos aptos a transitar no país inteiro, porque, sem ele, a gente estaria correndo um risco muito grande de a qualquer momento ter nossa carga apreendida. Graças a essa mão estendida da Emdagro para nós, produtores de plantas ornamentais, vejo um novo horizonte surgir em nossa frente e a perspectiva de aumentarem as vendas. Esse certificado é a realização de um sonho”, ressaltou o presidente da Associação de Produtores de Plantas Ornamentais do Povoado Três Irmãos, em Boquim, José Edson da Silva.

“É um abrir de portas para o nosso mercado”, comemorou o produtor de plantas ornamentais e gramas, José Gabriel Mota, que produz, em média, duzentas mil mudas por ano. Para ele, a parceria com a Emdagro trouxe esperança. “O Renasem é uma conquista dos produtores de plantas ornamentais de Boquim. A parceria com a Emdagro não é só na emissão do documento, mas também na orientação técnica e na análise de solo, que contribuirão para melhoria da qualidade e no aumento da produção”, destacou.

A entrega dos certificados contou com as presenças do chefe do escritório local da Emdagro em Boquim, Joetônio Ferreira; do técnico que assiste os produtores de plantas ornamentais, Luiz Menezes; do engenheiro agrônomo Alberto Lima Filho; da responsável pelo programa, Eugênia Maria Ramos, além de agricultores beneficiados.

Análise de solo

Na ocasião, foram entregues os resultados das análises de solo, acompanhados de orientações técnicas da Emdagro sobre adubação e correção do solo. Essa iniciativa também surgiu como resposta a uma demanda identificada no diagnóstico realizado no ano passado. “Em 2023, sob a iniciativa da Diretoria Técnica da Emdagro, a empresa mergulhou nesse universo das plantas ornamentais, como forma de desenvolver a cadeia produtiva. Fomos até a comunidade, em Boquim, e realizamos pesquisa com 100 produtores, quando sentimos a necessidade de realizar um amplo diagnóstico sobre a situação deles. Com os primeiros levantamentos, foi possível verificar alguns gargalos para o desenvolvimento da cadeia, a exemplo do Registro Nacional de Sementes e Mudas, problemas com pragas e doenças, irrigação deficitária e análise de solo para correção do plantio”, comentou a responsável pelo programa de plantas ornamentais da Emdagro, engenheira agrônoma Eugênia Maria Ramos.

Governo

Última atualização: 17 de janeiro de 2024 09:26.

Pular para o conteúdo