Mais um laticínio em Nossa Senhora da Glória é inaugurado com selo de inspeção estadual

Com o selo de inspeção estadual (SIE), a agroindústria Nalmilk Laticinios passa a comprar o leite de 150 produtores e gerar 30 novos empregos diretos

O  município de Nossa Senhora da Glória, localizado no sertão sergipano, celebrou nesta sexta-feira, 22, a inauguração do Nalmilk Laticínios, mais uma agroindústria dedicada ao processamento de leite em Sergipe. Com uma capacidade de processar 20 mil litros de leite ao dia, a nova empreitada será responsável pela produção de diversos produtos lácteos, incluindo manteiga, queijos coalho e mussarela, além de requeijão e manteiga.

A cerimônia de inauguração contou com a presença da diretora de Defesa Animal e Vegetal da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Aparecida Andrade, representando o secretário da Agricultura, Zeca da Silva, e o presidente da Emdagro, Gilson dos Anjos. Também estiveram presentes membros da equipe do Serviço de Inspeção Agroindustrial, Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal da Emdagro.

A inauguração do novo laticínio representa um passo significativo para o estado, uma vez que mais um estabelecimento se regulariza de acordo com as normas estaduais que regulam o setor. “A obtenção da inspeção estadual é um marco importante para garantir aos consumidores produtos de qualidade, livres de contaminantes e resíduos que possam afetar a saúde”, comentou Aparecida Andrade.

Apesar de ser uma empresa familiar, a agroindústria Nalmilk Laticínios emprega, diretamente, 30 pessoas, e beneficia o leite comprado de 150 pequenos produtores da região, o que demonstra o compromisso das famílias locais com a produção de alimentos de alta qualidade.

“O processo de legalização levou um tempo porque a gente precisava tomar consciência da importância de se regularizar. Então levamos mais ou menos 5 anos para chegarmos a conseguir o selo da Emdagro. A Emdagro foi bastante parceira no processo que orientou, em todos os momentos, como deveria ser feito. Sabemos que com o selo, as responsabilidades aumentam muito, mas estamos felizes em trabalhar dentro da legalidade”, contou um dos gestores do laticínio, Messias de Jesus.

A segurança alimentar é uma preocupação essencial para os consumidores, e um dos principais indicativos de qualidade é a presença do selo de fiscalização no rótulo dos produtos. Em Sergipe, o Serviço de Inspeção Agroindustrial, Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal do Estado (SIE/SE), pertencente à Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), é responsável por garantir as condições adequadas de manipulação e armazenamento de alimentos. 

O Serviço de Inspeção da Emdagro já regularizou nove laticínios em Sergipe, e outros dez estão em processo de regularização no órgão. Somente este ano, os fiscais agropecuários já realizaram 356 inspeções, resultando no fechamento temporário de um estabelecimento laticínio para adequação. Os estabelecimentos que passam pelas etapas de controle do SIE recebem o selo de inspeção, o que permite a comercialização dos produtos no estado. Os produtores interessados em fazer o registro podem encontrar a lista de documentos necessários no site www.emdagro.se.gov.br.

O SIE realiza vistorias técnicas em estabelecimentos sergipanos de carnes, pescados, ovos, leite, mel e seus derivados, além de analisar produtos não comestíveis e projetos para construção de estabelecimentos de armazenagem. É o SIE que emite os laudos que autorizam a comercialização nos municípios sergipanos, garantindo ao consumidor final alimentos de alta qualidade. Em conjunto com outras instituições, como a Vigilância Sanitária e o Ministério Público, o SIE fiscaliza o comércio varejista e atacadista de produtos de origem animal e participa das análises documental e técnica das amostras.

A diretora de Defesa Animal e Vegetal da Emdagro, Aparecida Andrade, ressaltou a importância do selo de inspeção na garantia da segurança alimentar: “Fazemos um apelo aos consumidores: adquiram apenas produtos cuja origem seja conhecida. Aprendam a ler o rótulo, verifiquem quem fabricou e quais órgãos fiscalizam a manipulação desses produtos. Consumir produtos clandestinos pode representar riscos à saúde”, alertou. “Garantir a procedência dos alimentos é essencial para proteger a saúde dos consumidores e fortalecer a economia local em Sergipe”, acrescentou Aparecida.

Com a inauguração do Nalmilk Laticínios e o trabalho contínuo do Serviço de Inspeção Agroindustrial, Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal do Estado, a segurança alimentar e a qualidade dos produtos lácteos em Sergipe estão em destaque, contribuindo para o bem-estar dos consumidores e o crescimento da economia local.

Governo

Última atualização: 25 de setembro de 2023 09:38.

Pular para o conteúdo