Publicado: 2 de dezembro de 2019, 13:50

MALHADOR | Produtores rurais participam de Mostra de Educação Ambiental e Dia de Campo Sobre Compostagem de Resíduos Agrícolas


Frente Parlamentar Ambientalista, Emdagro e prefeitura do município se somaram para incentivar o reaproveitamento

No município de Malhador, uma Mostra de Educação Ambiental e Dia de Campo Sobre Compostagem de Resíduos Agrícolas foi realizada na última semana, pela Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese e pela Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe – Emdagro, em parceria com a prefeitura municipal. O objetivo da ação conjunta foi incentivar, nos produtores da região, o aproveitamento dos resíduos sólidos produzidos no meio rural e também do lixo urbano.

“O evento foi ótimo, maravilhoso para ensinar todo mundo. Muitos não sabem e isso ai é fácil de fazer, tudo simples, bom demais. Eu já usava adubação orgânica, tenho as minhas hortas com couve, alface, coentro, tenho tudo”, comentou Gilton dos Santos, membro da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e Reutilizáveis de Malhador – Cooperma. A presidente da cooperativa, Maria Juliana, considera ser possível separar os recicláveis e, ao mesmo tempo, o material que pode virar adubo. “A gente vai fazer a limpeza da feira, que tem o material orgânico que vai todo para o lixo, para fazer a compostagem e dar uma destinação correta. Todo mundo se agradou e creio que vamos botar em prática”, opinou. 

Na avaliação da engenheira agrônoma da Divisão de Agricultura da Emdagro, Jailza Siqueira, o evento contribuiu com a necessidade de promoção da Educação Ambiental entre os agricultores do município. “Outra coisa que estamos trabalhando é a questão das nascentes. As fontes de água são muito importantes e todo tipo de poluição sempre vai se direcionar para as fontes hídricas. Dentro do processo de educação ambiental, lançamos mão de várias medidas que podemos adotar para minimizar efeitos de poluição dentro dos lençóis freáticos e olhos d’água, e trabalhamos outros contextos inter-relacionados”, disse.

Segundo Juvenal Patrício, assessor parlamentar que atua na Frente Ambientalista, a mostra se originou de uma solicitação do Sindicado dos Trabalhadores Rurais de Malhador. “Trouxemos esse curso, com apoio dos nossos colaboradores, da Emdagro, da prefeitura, da Adema [Administração Estadual do Meio Ambiente], da Embrapa e da Deso, para realizar o sonho desse pessoal de produzir fazendo o reaproveitamento de toda essa matéria orgânica que é jogada fora. Eles almejam participar, para saber como é que faz o composto orgânico, o biogel, o húmus. São pessoas carentes dessa informação de como trabalhar a agricultura orgânica. Você fazendo seu próprio adubo, estará gerando renda, está deixando de comprar. E é natural, não é agressivo tanto ao meio ambiente, quanto à vida do próximo”. 

A prefeitura Municipal de Malhador cedeu espaço e a infraestrutura pra organizar a mostra. Valter Oliveira, secretário Municipal de Agricultura, considerou o evento muito importante para a agricultura local. “Porque evita o agrotóxico e traz mais saúde para todos nós. Estava faltando esse incentivo maior com os agricultores e espero que, a partir de hoje, com esse trabalho, eles passem a fazer, para até baratear o trabalho deles”, afirmou. Palestraram na mostra Jailza Siqueira; Joseane Andrade, diretora de Meio Ambiente da Prefeitura de Malhador e Ismeralda Castelo Branco, Fiscal Ambiental da Adema. E as práticas do Dia de Campo foram ministradas pelos engenheiros agrônomos Renato Correia (Emdagro); Joézio dos Anjos (Embrapa) e Maria Urbana (Embrapa).


Atualizado: 2 de dezembro de 2019, 13:50
Skip to content