PAA Leite é prorrogado até dezembro de 2023

O Ministro Wellington Dias vem a Sergipe e assina com o governador Fábio Mitidieri o aditivo ao contrato do programa do leite que prevê investimentos de mais 2,49 milhões.

O Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade leite (PAA-Leite) foi prorrogado até 31 de dezembro deste ano. A ação realizada em Sergipe pelo governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, em parceria com o Governo Federal, sob a gestão do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à fome, que estava com data de encerramento agora em maio, foi estendido graças à intervenção do governador Fábio Mitidieri, por reconhecer o grande valor social e econômico do programa. Durante solenidade nesta terça-feira, 30, no Palácio de Despachos, o ministro Wellington Dias assinou com o Governo do Estado, aditivo ao PAA-Leite no valor de R$ 2.491.442,80, sendo R$ 1.842.805,80 do concedente Governo Federal e contrapartida estadual no valor de R$ 648.637,01. 

Considerado uma importante ação de atendimento à população em situação de vulnerabilidade, que também tem contribuído para fortalecer a bacia leiteira sergipana, o PAA Leite foi lançado oficialmente em junho de 2022, pelo então governador Belivaldo Chagas, quando passou a atender a população dos seis municípios da área de atuação: Canindé de São Francisco, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e Porto da Folha. Desde então, já foram 1.011.576 de litros de leite comprados pelo Estado aos produtores e distribuídos para famílias sergipanas. Diariamente são 3.072 litros de leite e até o final do ano, com a ampliação dos investimentos para R$ 6.242.817,65, está prevista a distribuição de mais de um milhão de litros de leite, com as famílias e instituições cadastradas no programa.  

Até o momento foram empregados R$ 3,7 milhões na compra de leite aos pequenos produtores, pelo Estado, o que contribui para o fortalecimento da cadeia produtiva do leite em Sergipe, gerando renda para as famílias. Como é o caso do produtor de Poço Redondo, José Martins Alves, 52 anos, que há 13 anos começou com quatro vaquinhas em sua propriedade, no sítio São José, e hoje produz uma média de 700 a 800 litros de leite diariamente, resfria e vende para a fábrica Nativille. 

“Hoje me orgulho em dizer que estou entre os cinco melhores fornecedores da empresa, graças a qualidade do leite que produzimos, com alto teor de gordura e higiene adequada. Muito disso devo à assistência que recebo do governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e Emdagro que me ajudaram muito desde o início até agora”, afirmou o produtor que trabalha com ordenha mecânica. 

Uma das famílias beneficiadas com o recebimento do leite, é a da dona de casa Ana Lúcia Ramos, de Nossa Senhora da Glória. Para ela o leite é muito importante para ajudar a complementar a alimentação da sua família. “É uma maravilha, porque um litro de leite está caríssimo, mas foi Deus que mandou esse leite para os nossos filhos e netos. Eu tomo conta de nove netos e, no dia a dia da alimentação, faz diferença. Sem esse leite a gente estaria sofrendo demais. Agora venho pegar meu leito para quando chegar em casa cozinhar para dar com cuscuz com leite para eles”, comemorou. 

De acordo com o secretário da Agricultura, Zeca Ramos da Silva, o PAA Leite é um programa de grande importância e alcance social para as famílias beneficiadas. “Além de atender a população em situação de vulnerabilidade, com a distribuição gratuita do leite, para sua alimentação, o programa contribui para o escoamento da produção e fortalecimento da bacia leiteira do Estado, visto que o produto é adquirido dos pequenos produtores locais”, ressaltou ao destacar que o valor pago por cada litro de leite é de R$ 3,84, considerado acima do valor de mercado, pago pelas indústrias locais.

Agricultura

Governo

Última atualização: 31 de maio de 2023 10:25.

Pular para o conteúdo